23 de Fevereiro, 2024

Incentivo a Educação Digital é sancionado pelo presidente Lula

Foto: Senado Federal

Descripción de la imagen

Aguardando imagem patrocinada

Uma nova abordagem curricular para o incentivo ao ensino da computação, programação e robótica nas escolas foi sancionada nestes dias pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, sob aprovação do Congresso Nacional em dezembro de 2022, é que se denomina a Política Nacional de Educação Digital (Pned).

A análise da matéria no Senado teve várias modificações contribuindo para o texto final. O texto aprovado incluía nas Diretrizes e Bases da Educação Nacional que currículos da educação básica tratassem das competências digitais ao longo das suas etapas, a partir do ensino fundamental.  

Uma condução assertiva no intuito de garantir mais inclusão digital a partir de um formato pedagógico oriundo da escola. A Política Nacional de Educação Digital será estruturada a partir da articulação entre programas, projetos e ações de diferentes entes federados, áreas e setores governamentais com o objetivo de potencializar os padrões.

Uma das prerrogativas do texto é levada em consideração a vulnerabilidade social e econômica dos alunos. De acordo com o relator do projeto na Comissão de Ciência e Tecnologia e autor do substitutivo do Senado, senador Jean Paul Prates (PT – RN), no que consiste a fonte de recursos foi necessário averiguar formatos de financiamento da proposta.