23 de Fevereiro, 2024

Em encontro de governadores com Lula, Elmano ratifica que Transnordestina deve ser acelerada

Descripción de la imagen

Aguardando imagem patrocinada

Há quase um mês após o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) assumir a presidência da República, hoje (27), o atual mandatário do executivo nacional se reuniu com os 27 governadores da federação, no Palácio do Planalto.

Na ocasião, Lula destacou que o Governo Federal pretende participar da execução de obras prioritárias dos estados, e que os bancos públicos, em especial o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), terão participação efetiva no planejamento de ações.

“Cada governador ou governadora tem uma obra na cabeça que é a obra dos seus sonhos, que é a obra principal para um estado e uma região. E nós queremos compartilhar com vocês a possibilidade de repartir o sacrifício de fazer uma obra dessa”, afirmou.

Um empreendimento de suma importância para o desenvolvimento do Nordeste onde impulsionará os principais núcleos de fomento industrial e comercial da região, a Transnordestina, foi citada pelo governador Elmano de Freitas (PT – CE), após o encontro com o presidente, em Brasília, no qual Elmano disse que obras estruturantes como a Ferrovia Transnordestina devem ser aceleradas.

A Ferrovia como plano estratégico possui a premissa de interligar o Complexo do Pecém, o Complexo de Suape, em Pernambuco, e o conglomerado capitaneado pelo Piauí – já que também um dos destinos do empreendimento ferroviário é em Eliseu Martins (PI) – o denominado Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia).

A governadora de Pernambuco, Raquel Lyra (PSDB) entusiasta do projeto, a Transnordestina, Lyra, que participou do evento, anuncia que está na pauta de prioridades para o estado, a obra. Causa esta citada por muitas vezes pela chefe do executivo de Pernambuco, e firmada na última reunião do Consórcio Nordeste.

O governador de Piauí, Rafael Fonteles (PT), também presente, ressaltou que após o encontro com os governadores esteve num almoço com o presidente, e salientou que esta reunião representa a volta do diálogo federativo.

Ao lado do ministro do Desenvolvimento, Assistência Social, Família e Combate à Fome, Wellington Dias (PT – PI), Rafael explanou o qual os vários ministros em conjunto com os governadores que, “enfim, juntos teremos as soluções dos problemas do Brasil nesse esforço de união e reconstrução.”