28 de Fevereiro, 2024

Raquel Andrade discursa na Câmara Municipal de Morada Nova

Descripción de la imagen

Aguardando imagem patrocinada

Como trâmite de expandir o trabalho que vem sendo implementado pela Procuradoria Especial da Mulher do Ceará, órgão vinculado a Assembleia Legislativa, representantes da entidade estiveram ontem (09/02) na Câmara Municipal de Morada Nova para a implantação do programa que auxilia a prestação de serviço à mulher em situação de risco no que consiste a relação com o cônjuge ou parceiro.

Em entrevista para o radialista Wellington Freitas, do programa Uirapuru Notícias, segundo a coordenadora do projeto, Raquel Andrade, ele reitera que a proposta é alcançar os 184 municípios cearenses. “Nós já estamos com planejamento estratégico finalizado neste sentido, com metas a curto e médio prazo, porque a mulher cearense precisa dessa rede de procuradorias para fortalecer os seus direitos”, esclarece Raquel.

A coordenadora explica que esta iniciativa executada em Morada Nova busca solidificar a atuação da proposta porque o equipamento propõe dialogar com o núcleo feminino local no propósito de que, “por acaso estejam passando por alguma situação de violência ou queiram se integrar a quaisquer um dos outros projetos”, alerta Raquel.

Raquel aponta que a direção do programa não apenas quer tratar da questão da violência em si contra a mulher, mas também a ampliação para atividades empreendedoras, “projetos voltados para a empregabilidade local, de saber como a gente pode fazer um diálogo com empresários e empresárias para viabilizar o emprego para mulheres que estão em situação de violência, porque a dependência econômica é um fator que pesa na hora da mulher sair ou não de casa, ou da mulher romper a relação com o agressor”, explica a coordenadora.

A presidente da Câmara Municipal de Morada Nova, vereadora Bia Martins, avalia que a instalação do projeto no município possibilita agregar o favorecimento a causa no sentido de que agora uma entidade irá procurar solucionar as problemáticas de cada mulher na região.