20 de Junho, 2024

Projeto pretende ampliar atendimento a pessoas com síndromes genéticas

Deputada Estadual Juliana Lucena é autora da proposta

Descripción de la imagen

Aguardando imagem patrocinada

Aguardando imagem patrocinada

Um projeto de indicação que incentiva a criação e implantação de unidades de clínicas – escola nas macrorregiões do estado, sendo assim espécies de centros especializados para atendimento integral direcionado a pessoas com Síndrome de Down e Transtorno do Espectro Autista (TEA), se encontra em tramitação na Assembleia Legislativa do Estado do Ceará (Alece). O texto foi lido em plenário e já seguiu para as comissões técnicas da Alece.   

A proposta é de autoria da segunda secretária da Mesa Diretora, deputada Juliana Lucena (PT). A parlamentar explica que o equipamento irá ofertar acolhimento, assistência clínica e atendimento educacional especializado a estes indivíduos com estas condições genéticas.

“No PI 98/2023, focamos na reabilitação e estimulação do neurodesenvolvimento deste público. As clínicas-escola deverão atender crianças e jovens de toda as regiões, realizando um trabalho com o apoio de diversos profissionais especializados, como psicólogos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, entre tantos outros”, ressalta Juliana.

A deputada enfatiza que diversas unidades da federação estão criando centros especializados dessa magnitude. Além disso, tramita na Câmara Federal um projeto de lei que altera a Lei Federal que institui a Política Nacional de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista. A mudança é tornar obrigatória a implementação de centros de assistência integral para esta configuração.  

Aguardando imagem patrocinada