23 de Fevereiro, 2024

Ações dos bancos caem em bloco após suspensão do crédito consignado

Descripción de la imagen

Aguardando imagem patrocinada

Instituições suspenderam a oferta do crédito após redução do limite máximo de juros que pode ser cobrado na categoria

O pregão foi turbulento para as ações dos bancos, que recuaram em bloco nesta sexta-feira, 17, depois que diversas instituições suspenderam a concessão do crédito consignado. A reação veio após o Conselho Nacional da Previdência Social (CNPS) ter reduzido o limite máximo dos juros que os bancos podem cobrar de aposentados e pensionistas no consignado do INSS.

A avaliação das instituições é que a nova taxa não vale a pena. O teto de juros caiu de 2,14% para 1,70%, reduzindo as margens dos bancos com o produto. Em reação, os papéis do setor caem em bloco.

“Os bancos já vinham reclamando que o teto para o consignado estava baixo, e a decisão foi tomada para atender pressão de sindicatos, sem comunicação com os bancos. O risco é voltar ao cenário do governo Dilma, onde os bancos públicos subsidiaram muitas taxas, ‘expulsando’ os privados do mercado”, avalia Gustavo Cruz, analista da RB Investimentos.

Terra Brasil