16 de Junho, 2024

Montadoras param produção e instauram férias coletivas após desempenho abaixo do esperado na venda de veículos

Descripción de la imagen

Aguardando imagem patrocinada

Aguardando imagem patrocinada

Diversas montadoras de veículos automotivos anunciaram férias coletivas após uma queda acentuada na venda de carros e desaceleração do mercado. Fábricas das marcas General Motors, Hyundai, Volkswagen e Stellantis irão parar temporariamente entre março e abril. O objetivo das companhias é equilibrar a demanda do mercado com a oferta, evitando o acúmulo de grandes estoques. Segundo dados da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), o setor já indicava sinais de desaceleração para 2023. Apesar de contar com resultados positivos até fevereiro, o setor automotivo estimava um resultado melhor. “O desempenho do primeiro bimestre, limitado pelas condições de crédito e oferta de suprimentos, reforça a necessidade de promover o reaquecimento do mercado e as cadeias locais de produção”, observou o presidente da associação, Márcio de Lima Leite. A Volkswagen informou que dará 10 dias de férias a 2 mil trabalhadores que atuam na fábrica de Taubaté (SP). Já a General Motors fará o mesmo com os três mil funcionários da unidade de São José dos Campos (SP). As férias impostas pelas duas companhias terão início na próxima segunda-feira, 27. Já a Hyundai irá paralisar 2 mil colaboradores da fábrica de Piracicaba (SP) a partir desta segunda-feira, 20. Responsável pelas marcas Fiat, Jeep, Peugeot e Citroën, a Stellantis adotará férias coletivas na quarta-feira, 22, para um terço os colaboradores da fábrica de Goiana (PE).

Jovem Pan

Aguardando imagem patrocinada