28 de Fevereiro, 2024

Micro e pequenas empresas alavancam empregabilidade

Foto: Governo Federal

Descripción de la imagen

Aguardando imagem patrocinada

Dados apontam que as micro e pequenas empresas se estabeleceram como as principais redes geradoras de empregos do país. É que em janeiro, o segmento criou 64,4 mil novos postos de trabalho, de um total para o período de 83,3 mil. As informações foram levantadas pelo Sebrae, com base na coleta do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

No entanto, as médias e grandes empresas apresentaram mais desligamentos do que admissões, analisando a estatística da mesma época, contabilizando saldo negativo de 872 vagas.

As pessoas físicas, a administração pública e as entidades sem fins lucrativos criaram 21,7 mil vagas, o que corresponde a um terço da geração dos pequenos negócios. “Criar políticas públicas que beneficiem os pequenos negócios é incentivar a geração de empregos no Brasil. Há meses os pequenos negócios são os grandes responsáveis pela criação de vagas de trabalho. Não se pode falar em crescimento econômico sem apoiar esse segmento”, pontua o presidente do Sebrae, Carlos Melles.

Geração de empregos em 2022
Em 2022, a cada 10 postos de trabalho gerados no Brasil, aproximadamente 8 foram criados pelas micro e pequenas empresas. O acumulado do ano ultrapassou dois milhões de novas vagas, das quais quase 1,6 milhão foram nos pequenos negócios: cerca de 78,4% do total.