16 de Junho, 2024

Faturamento do E-commerce dispara no período pascoal

Descripción de la imagen

Aguardando imagem patrocinada

Aguardando imagem patrocinada

  • Matéria do estagiário Victor Campos

A Páscoa é uma das datas mais comemoradas no Brasil, nesse período, entre dois e 16 de abril do ano passado o faturamento no e-commerce foi de R$6,5 bilhões, um crescimento de 8,8%, em comparação com 2021, segundo a Neotrust.

Para o sócio e vice-presidente de product marketing & branding da V4 Company, Vinicius Ribeiro, a data é uma oportunidade para comunicar como seu produto é produzido, como isso pode agregar valor para o cliente e, consequentemente, fazer aumentar as vendas.

 “O grande lance é cada vez mais adquirir influência sobre os consumidores, comunicando os diferenciais da empresa que sejam valores para o público também. É importante gerar valor para o seu cliente, entender os pontos fracos dos seus concorrentes, ver o que pode ser diferencial da sua empresa e ter proposta de valor que é o que encontra na marca e não no mercado para transformar isso em conteúdo para atrair clientes e tracionar as vendas”, afirma o executivo.

Especialmente durante a Páscoa, o lado lúdico é inseparável e pode ser a justificativa para comprar o ovo de Páscoa do personagem. Para Vinicius existe a decisão da compra pelo entretenimento, porém o racional também terá que ter um papel importante na hora da escolha e a qualidade do produto pode ser um ponto decisivo para aquisição.

Após a data, a tendência é que os ovos de chocolate estejam com desconto, porém pode ser uma boa oportunidade para o consumidor conhecer a marca. “A margem de lucro, mesmo após a data com preço menor, já é planejada pelas empresas, porém o importante é a aquisição da marca como uma estratégia com o chamariz do preço abaixo do mercado, mas é imprescindível ter um diferencial do produto e mostrar que sua loja/marca traz para o cliente, seja pelo atendimento, qualidade ou estrutura”, ressalta Vinicius.

Bruno Pacheco, 36 anos, gestor comercial de e-commerce do Barato Coletivo faz um balanço sobre as expectativas de vendas para esse ano. “O primeiro trimestre de 2023 já apresentou um excelente crescimento em comparativo com o primeiro trimestre de 2022. Esse crescimento nos proporciona a possibilidade de aumentar os investimentos para 2023 e acreditarmos que o aumento seguirá exponencialmente”, celebra.     

Nesse período, as lojas de e-commerce se utilizam de diversas técnicas e estratégias para alavancar as vendas, de acordo com Bruno, o trabalho das empresas de e-commerce estão diretamente ligados às redes sociais.

“Podemos ativa-las e utililiza-las como meio de busca e retenção de clientes. Posts patrocinados, parceria com influenciadores de nicho, campanhas de promoções e descontos especiais. Todas essas são formas de aproveitar os meios para comunicar o produto”, explica o gestor.

Sobre as empresas que mais aumentam suas chances de lucro nesse período, Bruno comenta: “Os produtores de chocolate são responsáveis pelo principal segmento e faturamento do mercado. Ovos de Páscoa, chocolates, bombons e o mercado de produtores autônomos também acaba gerando uma fonte de renda extra no período.”

De acordo com Bruno, o aumento das compras online e da diversificação de comprar faz com que avalie se o futuro será mesmo digital, no que consiste o uso e reuso do e-commerce, “as compras em loja física ainda são consideradas um grande negócio, mas o mercado digital trabalha para facilitar a vida das pessoas que preferem a comodidade de comprar pelo app e receber em casa. Campanhas e promoções especiais para compras online acabam fisgando e atraindo o público a conhecer as ferramentas”, aponta.

Aguardando imagem patrocinada