22 de Abril, 2024

Índices de chuvas melhoraram em fevereiro, aponta Funceme

Meyre Sakamoto, gerente de metereologia da Funceme

Descripción de la imagen

Aguardando imagem patrocinada

Aguardando imagem patrocinada

A avaliação da Fundação Cearense de Metereologia e Recursos Hídricos (Funceme) no que permeia a quadra pluviométrica dos primeiros 20 dias de fevereiro, conforme a gerente de meteorologia da entidade, Meyre Sakamoto, é que o quadro invernoso melhorou, “que por causa das chuvas dos últimos dias, especialmente do carnaval pra cá tem chovido de uma forma mais regular no estado, de modo que os números de ontem já mostram um volume acumulado do estado bem próximo da média, é um bom resultado, um bom sinal”, avalia Sakamoto.

Meyre afirma que foi realizado pelo órgão um prognóstico direcionado para o primeiro trimestre deste ano no que tange o grau que indica a probabilidade de medidas pluviométricas, “inclusive já falando das chuvas passadas, a pré – estação chuvosa, dezembro mais janeiro, que não foi uma pré – estação chuvosa muito boa aqui no estado. Mas a gente volta a alerta com uma observação já feita em janeiro sobre que as chuvas principais da estação chuvosa de 2024 devem acontecer em fevereiro e em março, com uma irregularidade maior, a partir do mês de abril, e maio é o final da nossa estação chuvosa”, ressalta.

A especialista afirma que a situação positiva das chuvas em fevereiro se estendeu nas regiões da Bacia do Salgado, no Cariri, na faixa litorânea da capital, índices melhores, segundo Meyre, na região metropolitana de Fortaleza e na bacia do Acaraú, o qual ela reforça que esta localidade tem recebido mais chuvas, comparado às outras regiões.

Meyre enfatiza que o trabalho da Funceme é cirúrgico e tem acertado em todas as análises efetuadas de 2012 até este ano, inclusive ela acentua o período negativo de baixas precipitações que compreendem de 2012 a 2015. “As previsões da Funceme estavam todas corretas, eu digo infelizmente porque quando a gente dá um indicativo de chuvas não tão boas, nós sentimos também, não é essa notícia que a gente quer dar, mas se a informação do indicativo for essa, a informação precisa ser passada pra população, se todas foram confirmadas”, relata.

  • Veja entrevista de Meyre Sakamoto concedida a Wellington Freitas;

Aguardando imagem patrocinada