22 de Abril, 2024

Prefeitura de Aracati homenageia Adolfo Caminha com museu e restaura biblioteca pública

Residências da família de Adolfo Caminha no Aracati

Descripción de la imagen

Aguardando imagem patrocinada

Aguardando imagem patrocinada

Os sobrados em Aracati onde moraram a família do renomado escritor cearense Adolfo Caminha nos séculos XVIII e XIX estão sendo reformados pela Secretaria de Turismo e Cultura do município, e para além disso estes equipamentos abrigarão a biblioteca pública e o museu em homenagem ao romancista. Ambas as edificações contendo recursos próprios do Executivo recebem investimentos na ordem de cerca de um milhão de reais e em breve, conforme a pasta, serão entregues à população para apreciação. Os dois prédios se localizam na Avenida Coronel Alexanzito.

De acordo com a secretária de Turismo e Cultura do Aracati, Andresa Guedes, a cidade detém característica com os respectivos equipamentos de reproduzir não só a beleza antropológica das origens, mas conservar a memória, os baluartes, as resistências culturais e humanas. “Litoral é belo, e seus marcos civilizatórios autóctones são autênticos. Aracati é cultura. Mais que regional”, menciona a secretária.

A gestora ressalta sobre a importância do acervo patrimonial do município tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), simbolizando segundo Andresa, referência para os aracatienses e os turistas, por causa do conjunto de prédios de diversas épocas e que ao mesmo tempo diferem em vários aspectos, que conforme ela, patrimônio que se constitui como um museu vivo da história colonial.

“A biblioteca representa um marco da gestão pública que pretende consolidar os ganhos civilizatórios e toda riqueza de caldo cultural etnológico e humano que nos representa. Nesse sentido, nada nem nenhum outro como Adolfo Caminha poderia ser mais icônico e simbólico nesse processo de valorização e conservação da memória pelo patrimônio público. Adolfo Caminha foi um renovador à frente do seu tempo”, salienta Andresa.

Andresa Guedes, secretária de Turismo e Cultura do Aracati

Adolfo Caminha nasceu em Aracati no dia 29 de maio de 1867, e aos dez anos de idade quando ficou órfão da mãe se transferiu para o Rio de Janeiro, onde residiu com o tio materno. À época, a capital do país, ele ingressa na Escola Naval, onde estuda até os 18 anos de idade.

No ano de 1888, Adolfo Caminha retorna para o Ceará, e passa a residir em Fortaleza, local que marca na memória do escritor a paisagem urbana inspirada e relatada para o romance considerado o mais importante para a escola Naturalista da literatura brasileira, “A Normalista”, livro escrito por Caminha em 1893.  

fac – símile do jornal O Povo onde reproduz peça sobre Adolfo Caminha no teatro do IBEU, em 1981, na capital cearense

Aguardando imagem patrocinada