20 de Junho, 2024

Mês da luta antimanicomial com evento gratuito; e projeto no Hospital Regional Vale do Jaguaribe 

Diálogo terapêutico da 'Arte Faz Parte Produções'

Descripción de la imagen

Aguardando imagem patrocinada

Aguardando imagem patrocinada

Amanhã (18) se institui o Dia Mundial da  Luta Antimanicomial, e uma organização, a “Arte Faz Parte Produções” promove gratuitamente, de forma on line, atividades no sentido de debater patamares relacionados ao cuidado dos aspectos cognitivos da mente, sendo que este é o segundo momento da temática. Já ocorreu o primeiro evento, e os próximos acontecerão amanhã (18) e vai até o dia 24 deste mês. Os interessados podem se inscrever através do link: https://www.sympla.com.br/evento-online/i-ciclo-de-encontros-sobre-formacao-em-saude-mental-contracolonizadora-politicas-cognitivas-e/2434855

A proposta brotou da articulação de projetos vinculados à Linha de Pesquisa “Micropolítica do Trabalho e Cuidado em Saúde”, e conta com adesão de representantes de várias universidades nacionais e internacionais. “Temos como objetivo oferecer aos participantes reflexões que podem dar e propor novos olhares e caminhos para a promoção do cuidado em saúde mental. Convidamos profissionais, estudantes e interessados pelo tema cuidado e saúde mental”, frisa o psicossociólogo e arte – educador Victor Meirelles.

A “Arte Faz Parte Produções” atua desenvolvendo projetos alinhando arte e educação desde 2008. Iniciativas da instituição inserem palestras artísticas, rodas de conversas, oficinas criativas, exposições interativas e itinerantes, e apresentações artísticas. A  linha de atividade do orgão conjuga com as metas do ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) sob a égide da ONU (Organização das Nações Unidas), como plano para erradicar a pobreza, proteger o planeta e garantir que as pessoas alcancem a paz, igualdade social e a prosperidade.

HRVJ. No Hospital Regional Vale do Jaguaribe (HRVJ) uma clínica é dedicada para o tratamento aos pacientes com transtornos mentais, e a secção da unidade de saúde do setor recentemente lançou uma proposta contendo terapias lúdicas para auxiliar no contexto, é o projeto Transform(ar), o qual a intervenção inclui musicoterapia, biodança, relaxamento, alongamento, clube do livro, oficinas, atividades externas, espiritualidade e celebração de datas comemorativas. 

Segundo a psicóloga Aline Franco, o intuito do programa é agregar o paciente num circuito de convivência biopsicossocial, e não apenas ser referendado no aspecto patológico, atribuído apenas a cura da doença. “A cura envolve muito mais que o transtorno psiquiátrico. Aspectos sociais, biológicos e psicológicos devem ser considerados. As atividades tanto na unidade psiquiátrica, quanto em mediações internas do HRVJ contribuem para minimizar os efeitos deletérios no seu processo de cuidar e na redução do tempo da hospitalização”, analisa.

Equipe multidisciplinar do HRVJ, no projeto Transform(ar)

Aguardando imagem patrocinada